Política e Administração Pública

Oposição defende reajuste linear de 6,5% para tabela do Imposto de Renda

11/03/2015 - 22:15  

O líder do DEM no Senado, senador Ronaldo Caiado (GO), disse que o reajuste de 6,5% da tabela do Imposto de Renda, vetado pela presidente Dilma Rousseff, corresponde à correção ideal. “Foi a inflação do ano passado”, afirmou.

Caiado criticou a Medida Provisória 670/15, editada hoje, que propõe uma correção escalonada da tabela. Ele lembrou que a medida só valerá a partir de abril do ano que vem. “O governo vai assaltar o bolso do brasileiro em janeiro, fevereiro e março”, disse, defendendo a derrubada do veto em análise no Congresso Nacional.

O deputado Esperidião Amin (PP-SC) disse que vai votar contra o partido e a favor da derrubada do veto. “Corrigir a tabela em valor menor do que a inflação é aumentar imposto”, disse.

O líder do PMDB, deputado Leonardo Picciani (RJ), disse que o partido vai votar pela manutenção do veto, respeitando o acordo que levou à edição da MP.

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

Tempo real:

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.