Política e Administração Pública

PTB quer recuperação econômica sem aumento de impostos, diz líder

19/02/2016 - 18:19  

Os governantes precisam encontrar soluções para os problemas econômicos sem prejudicar a população, que já vem pagando uma alta carga tributária. A análise foi feita pelo líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO), reconduzido ao cargo para 2016.

Segundo Arantes, o assunto mais importante do ano será a discussão da retomada do crescimento econômico, com propostas que ajudem o País a superar a crise sem ter de apelar para aumento de impostos ou redução de direitos.

Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Jovair Arantes
Jovair Arantes: reforma tributária deve ser pensada a longo prazo, sem soluções imediatistas

Arantes defende, nesta entrevista, as reformas da Previdência e tributária. Sobre esta última, ele disse que é preciso pensar no futuro, e não em saídas imediatistas.

Nascido em Buriti Alegre (GO), Jovair Arantes é dentista de formação e está em seu sexto mandato como deputado federal. Também já foi vereador, deputado estadual e vice-prefeito de Goiânia.

A Agência Câmara está publicando entrevistas com todos os líderes de bancadas escolhidos ou reconduzidos neste ano.

Quais as prioridades do PTB para 2016?
O assunto mais importante que a bancada e o País têm é a recuperação econômica. Vivemos uma crise política, uma crise econômica e uma crise moral. Precisamos evidentemente buscar resolver esses problemas.

Qual a posição da bancada em relação à possível volta da CPMF?
No Brasil, sempre que há dificuldades financeiras em prefeituras, nos estados e na própria União, cria-se um novo imposto e penaliza-se a população. Temos de achar uma forma criativa de resolver essa questão. A bancada do PTB vai apresentar uma sugestão importante no que diz respeito a isso, sem ter de aumentar impostos.

O que o partido concorda em alterar na Previdência Social e o que não dá para aceitar?
Somos uma legenda origem de trabalhista, de defesa dos direitos dos aposentados. Temos compromisso com as pessoas que já contribuíram com o Brasil. O PTB não vota para prejudicar aposentados. Não dá é para o Estado querer resolver tudo em cima da sociedade, penalizando trabalhador, contribuinte, fazendo com que o governo não corte seus gastos. Que o Brasil tenha um equilíbrio em todos os setores, no Judiciário, no Legislativo, no Ministério Público, no Executivo, para que a sociedade possa respirar um pouco. Não dá para a população ficar pagando tantos impostos.

E a reforma tributária, quais mudanças são importantes?
Existem várias propostas importantes e interessantes na Casa. O que temos de fazer é pegar essas sugestões e fazer um reforma tributária que o Brasil quer, e não o que os governos que aí estão querem. Não adianta tomar soluções imediatistas, temos de pensar em resolver o problema do Brasil não para amanhã, mas para a próxima geração. É necessário ter prudência para não prejudicar a sociedade.

Para o partido, a Desvinculação de Receitas da União (DRU) deve se estender para estados e municípios?
É importante que se estenda para estados e municípios. Todo mundo mora no município, ninguém mora na União. É necessário, quando se vai votar qualquer princípio aqui na Câmara, que se pense nos estados e nos município.

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.