Conheça as verbas e recursos a que um deputado tem direito para o exercício parlamentar

Veja gastos de todos os deputados em 2019, na legislatura 56

A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) custeia as despesas do mandato, como passagens aéreas e conta de celular. Algumas são reembolsadas, como as com os Correios, e outras são pagas por débito automático, como a compra de passagens.

Nos casos de reembolso, os deputados têm três meses para apresentar os recibos. O valor mensal não utilizado fica acumulado ao longo do ano - isso explica porque em alguns meses o valor gasto pode ser maior que a média mensal.

Quanto da cota foi gasto?

Mês Valor (R$)
FEV 15.027.104,08
MAR 15.709.166,78
ABR 18.112.886,99
MAI 18.798.011,44
JUN 17.182.886,68
JUL 17.407.926,48
AGO 18.844.940,66
SET 13.139.093,72
OUT 9.761.856,63
NOV 740.560,67

Em que tipo de despesa a cota foi gasta?

Tipo de despesa Valor (R$) Percentual
Emissão Bilhete Aéreo 36.561.196,51 25,26%
Divulgação da Atividade Parlamentar 32.046.138,61 22,14%
Locação ou Fretamento de Veículos Automotores 19.325.530,79 13,35%
Manutenção de Escritório de Apoio à Atividade Parlamentar 16.992.482,50 11,74%
Consultorias Pesquisas e Trabalhos Técnicos 14.181.711,53 9,80%
Combustíveis e Lubrificantes 12.653.724,23 8,74%
Outros 12.963.649,96 8,96%

Resumo de gastos com cota

Em 2019, na legislatura 56, gasto de todos os deputados com cota:

R$ 144.724.434,13

Busca detalhada

Verba de Gabinete

Cada deputado tem R$ 111.675,59 por mês para pagar salários de até 25 secretários parlamentares, que trabalham para o mandato em Brasília ou nos estados. Eles são contratados diretamente pelos deputados, com salários de R$ 1.025,12 a R$ 15.698,32.

Encargos trabalhistas como 13º, férias e auxílio-alimentação dos secretários parlamentares não são cobertos pela verba de gabinete - são pagos com recursos da Câmara.

Percentual gasto

Situação Valor (R$) Percentual
Gasto 474.709.421,26 89,00%
Disponível 58.653.196,58 11,00%

Gasto mensal

Mês Valor (R$) Percentual Limite da verba
FEV 46.551.704,51 78,80% 59.076.387,11
MAR 51.062.203,98 86,60% 58.964.711,52
ABR 52.729.642,80 89,26% 59.076.387,11
MAI 53.392.363,44 90,38% 59.076.387,11
JUN 53.753.256,39 90,99% 59.076.387,11
JUL 54.026.660,29 90,94% 59.411.413,88
AGO 54.213.104,72 91,08% 59.523.089,47
SET 54.491.425,03 91,55% 59.523.089,47
OUT 54.489.060,10 91,37% 59.634.765,06

Resumo de gastos com verba de gabinete

Em 2019, na legislatura 56, gasto de todos os deputados com verba de gabinete:

R$ 474.709.421,26

Os deputados federais têm direito a receber um auxílio-moradia no valor de R$ 4.253,00 quando não ocupam um dos 432 apartamentos funcionais que a Câmara tem em Brasília.

O auxílio-moradia pode ser pago diretamente em dinheiro, com desconto do Imposto de Renda na fonte; ou por reembolso, mediante a apresentação de recibo de aluguel ou hotel. O reembolso é isento de Imposto de Renda.

Dados acumulados em 2019, na legislatura 56 ?

Em 2019, na legislatura 56, gasto de todos os deputados com auxílio-moradia:

R$ 6.407.398,82

O salário atual de um deputado federal é R$ 33.763,00. A remuneração mensal leva em conta o comparecimento às sessões deliberativas do Plenário. Ausência não justificada leva a desconto no salário.

Busca detalhadade remuneração

O deputado tem direito a receber diárias quando viaja em missão oficial. Nas viagens nacionais, o valor é de R$ 524,00. Nas viagens internacionais, o valor da diária é de US$ 391,00 para países da América do Sul, e de US$ 428,00 para outros países.

Em 2019, na legislatura 56, gasto de todos os deputados com viagens oficiais:

R$ 5.385.053,07

Busca detalhadade viagens oficiais