Economia

Medidas do governo protegem a produção nacional, aponta Mercadante

09/08/2011 - 18:59  

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, afirmou que o governo vem adotando medidas de proteção à capacidade produtiva nacional. Segundo ele, entre as estratégias estão o controle do câmbio, o estímulo ao crédito e a desoneração das empresas.

“Um país que tem o pré-sal, a Copa do Mundo, as Olimpíadas e uma situação da divida pública semelhante ao cenário pré-crise é um país que atrai muito investimento, o que leva à apreciação da moeda. Por isso, temos de beneficiar nossa produção”, disse, durante comissão geral, no Plenário da Câmara, sobre a crise financeira mundial.

Estímulo ao consumo
O ministro também defendeu a adoção de medidas de estímulo ao consumo para o aquecimento da economia. “Num cenário de crise, em que há queda da demanda global, o Estado tem que suprir o espaço do setor privado”, argumentou.

Derivativos
O economista e ex-ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega voltou a criticar a intervenção do governo nos mercados de câmbio e, principalmente, a edição da Medida Provisória 539/11. A MP abre a possibilidade de que o Conselho Monetário Nacional estipule níveis de garantia para derivativos do mercado futuro na Bolsa de Valores.

“A regulação que aumenta nos países ricos nada tem a ver com essa intervenção”, disse o ex-ministro ao responder ao atual ministro da Fazenda, Guido Mantega, que defendeu a medida.

A comissão geral prossegue no Plenário Ulysses Guimarães. Assista ao debate ao vivo na transmissão da TV Câmara.

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem – Carolina Pompeu e Marcello Larcher
Edição – Marcos Rossi

Tempo real:

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.