Política e Administração Pública

Sessão do Congresso só será retomada amanhã

02/12/2014 - 21:12  

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Sessão destinada à leitura de expedientes e apreciação dos Vetos Presidenciais nºs 28 e 29 de 2014 e dos Projetos de Lei do Congresso Nacional nºs 31, 36, 5, 2, 9, 4, 6 a 8, 10 a 12, 14 a 30 e 32 a 35, de 2014. Tumulto durante sessão
Parlamentares, manifestantes e seguranças se envolveram em tumulto nas galerias.

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, suspendeu a sessão desta terça-feira e transferiu as votações para esta quarta-feira (3), às 10 horas, devido à impossibilidade de esvaziamento das galerias do Plenário.

Renan mandou retirar as pessoas que assistiam à sessão depois de algumas delas terem chamado a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) de “vagabunda” enquanto ela discursava.

O esvaziamento das galerias por parte das polícias legislativas da Câmara e do Senado foi impedido por parlamentares que se colocaram entre os servidores e os manifestantes.

“Isso é único na história do Congresso, 25 pessoas assalariadas impedindo os trabalhos do Congresso Nacional”, disse Renan Calheiros.

Pauta polêmica
Devido ao impasse, os parlamentares não conseguiram avançar na análise da pauta. O principal item é o Projeto de Lei do Congresso (PLN) 36/14, que acaba com o limite de desconto dos gastos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e com desonerações tributárias para o cálculo do superavit primário.

A oposição é contra esse projeto e tem obstruído os trabalhos do Congresso há várias semanas.

Antes de discutirem e votarem esse projeto, deputados e senadores precisam votar dois vetos da presidente Dilma Rousseff, que trancam a pauta.

Mais informações a seguir.

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PLN 36/2014

Íntegra da proposta