Estreia: 26/08/2011

Renúncia de Jânio Quadros: estratégia, heroísmo, covardia?

Há 50 anos, o dia 25 de agosto entrou para a história como um dos mais estranhos da política brasileira. Em 1961, Jânio Quadros renunciou ao poder em uma carta com sete linhas. Há quem diga que ele tinha a intenção de voltar. Estratégia? Heroísmo? Covardia? A história de Jânio Quadros como presidente não durou nem sete meses, e o mistério sobre o que aconteceu naquele 25 de agosto de 1961 vive até hoje. Na reportagem especial para o Panorama, Tiago Ramos mostra que a história poderia ter sido diferente.

Créditos/Panorama:
Tiago Ramos - repórter
Dep. Chico Alencar (PSOL-RJ) – professor de História
Antônio Barbosa - professor
Ari Cunha - jornalista
Murilo Melo Filho
Rubem Azevedo Lima - jornalista

Panorama

Revista com os assuntos que movimentaram a semana na Câmara. Informação completa para que o cidadão acompanhe de perto os trabalhos dos deputados durante a semana que passou.

NOSSAS REDES