Economia

Proposta congela conta de luz para combater efeitos econômicos da pandemia

Deputada propõe que reajuste seja aplicado de forma escalonada apenas a partir de janeiro de 2022

17/09/2020 - 17:21  

Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Deputada Mariana Carvalho (PSDB - RO) em reunião da Comissão Externa de Ações contra o Coronavírus
Mariana Carvalho: medida vai amenizar os impactos econômicos da pandemia de Covid-19

O Projeto de Lei 4428/20 veda, em razão da pandemia do novo coronavírus, qualquer reajuste tarifário para o setor elétrico até janeiro de 2022. O texto em tramitação na Câmara dos Deputados insere dispositivo na Lei Geral das Concessões (Lei 8.987/95).

De acordo com a proposta, a partir de janeiro de 2022, diante da eventual necessidade de correção das tarifas, o reajuste não poderá ser aplicado de uma única vez, devendo ser escalonado ao longo de cinco anos. A medida exigirá regulamentação específica.

“Os impactos da Covid-19 serão sentidos por longo tempo após o controle da doença, sendo necessário que o Congresso Nacional aprove medidas capazes de amenizar essa situação”, afirma a autora do projeto, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO).

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta