Meio ambiente e energia

Projeto determina que zoológicos e aquários atuem na conservação da biodiversidade

02/08/2019 - 13:54  

O Projeto de Lei 3336/19 determina que zoológicos e aquários atuem na conservação da biodiversidade por meio de pesquisa, de educação para conservação; da promoção do bem-estar animal e capacitação profissional. O texto autoriza ainda que os estabelecimentos também atuem na reabilitação da fauna silvestre.

Vinícius Loures/Câmara dos Deputados
CMADS - Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
Rodrigo Agostinho explica que é importante atualizar a legislação do tema

A proposta define diversas exigências a serem cumpridas pelos zoológicos e aquários como dispor de cuidadores e de profissionais habilitados nas áreas de veterinária, biologia e nutrição animal; de serviços de vigilância; informações sobre as espécies para a visitação pública; equipamentos e instalações que atendam às necessidades dos animais; entre outras.

O texto determina ainda que os estabelecimentos arquivem documentos comprobatórios da procedência e destino dos seus animais, bem como os registros médico-veterinários e biológicos.

O projeto autoriza a importação e exportação de animais e de materiais genéticos de acordo com o plano de população institucional. A proposição permite ainda que os zoológicos e aquários realizem transferências permanentes ou temporárias de animais entre empreendimentos do Brasil ou do exterior, mediante autorização dos órgãos competentes.

Pela proposta, o poder público pode subsidiar recursos financeiros vinculados para manutenção dos zoológicos e aquários, mas permite que mantenedores públicos criem e implementar mecanismos que visem a autonomia financeira das instituições.

De acordo com o texto, os visitantes que causarem danos aos animais ou ao patrimônio de zoológicos ou aquários estarão sujeitos às penas previstas na Lei de Crimes Ambientais.

O autor da proposta, deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), explica que é importante atualizar a legislação do tema, que não prevê essa função de cuidar da biodiversidade por parte dos estabelecimentos.

“Um instrumento contemporâneo que reflita a nova missão dos zoológicos e aquários na conservação da biodiversidade, pesquisa, ciência sustentabilidade, educação para a conservação e a reconexão da população com a natureza,

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição - Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PL 3336/2019

Íntegra da proposta