Trabalho, Previdência e Assistência

Debatedor defende acordo coletivo na área de tecnologia da informação

15/03/2017 - 17:04  

Assista ao vivo

O presidente da Federação Nacional das Empresas de Informática ( Fenainfo), Edgar Serrano, disse há pouco que o profissional de Tecnologia da Informação (TI) é suficientemente inteligente para decidir o que quer no trabalho.

Serrano defendeu que se separe, no Brasil, o trabalhador braçal do intelectual. “O profissional de TI tem graduação, mestrado e doutorado e não pode decidir se quer tirar só 15 minutos de intervalo para uma refeição?", indagou.

"!Evidentemente, temos que proteger quem precisa de proteção, mas temos que diferenciar quem faz trabalho intelectual”, complementou..

Ele participa, com outros convidados, de debate sobre o teletrabalho na comissão especial que analisa a reforma trabalhista (PL 6787/16) .

A audiência pública ocorre no plenário 1.

Assista ao vivo pelo canal da TV Câmara no YouTube

Mais informações a seguir  

Reportagem - Geórgia Moraes
Edição - Rosalva Nunes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.