Educação, cultura e esportes

Divulgação do Ideb pelas escolas vai gerar constrangimento, afirmam deputados

10/05/2012 - 11:43  

A deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) criticou há pouco a divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) pelas escolas. A divulgação do índice em placas afixadas na frente das escolas está prevista no Projeto de Lei 1530/11, que está sendo debatido na Comissão de Educação e Cultura.

Para a deputada, isso vai gerar um ranking entre as escolas, o que ela considera um constrangimento. “A escola fica com uma marca: aquela escola é a pior do País”, disse. “A avaliação tem que ser instrumento de mudança, e não de constrangimento”, opinou. Para ela, a divulgação deve ser interna, para os professores, pais e o restante da comunidade, gerando trabalho de mudança.

O deputado Izalci (PR-DF) destacou que muitas escolas têm Ideb baixo, mas estão avançando na qualidade. Ele também acredita que a divulgação do Ideb vai gerar um ranking que não leva em conta de que patamar a escola partiu e o quanto já avançou. O deputado sugeriu que, caso a placa seja implementada, traga também a informação sobre a evolução da escola.

Criado em 2007, o Ideb possui uma escala de zero a dez e mostra a aprovação e média de desempenho dos estudantes em língua portuguesa e matemática.

Segundo o especialista em educação Gustavo Ioschpe, os dados do Ideb já são públicos, disponíveis na internet. “Se fosse para um ranking ser gerado, isso já teria acontecido”, opinou. Para ele, a placa deve ser o “mais simples possível”, sem informações sobre a evolução da escola em termos de qualidade.

A audiência ocorre no Plenário 10.

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Daniella Cronemberger

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.