Agropecuária

Projeto prevê moratória para produtor rural do Acre afetado por cheias em 2023

“Essa enchente inesperada causou sérios danos à produção agrícola e pecuária do estado", lamenta o autor do projeto

25/09/2023 - 11:26  

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Deputado Roberto Duarte fala ao microfone
O autor da proposta, deputado Roberto Duarte

O Projeto de Lei 1513/23 suspende por 36 meses o pagamento de financiamentos rurais contratados por produtores do Acre afetados pelas enchentes de 2023. O texto, em tramitação na Câmara dos Deputados, é do deputado Roberto Duarte (Republicanos-AC).

O objetivo da moratória é dar um alívio aos produtores do estado que perderam a safra em decorrência das inundações de março e abril. O rio Acre, o principal da região, chegou a subir mais de 17 metros. A cheia é considerada a segunda maior da história na região.

“Essa enchente inesperada causou sérios danos à produção agrícola e pecuária do estado. É certo que teremos baixa nas colheitas, em sua maioria destruídas pela força das águas, além de queda na produção de carne e leite”, lamentou Duarte.

Regras
O texto elenca as linhas de financiamento que terão o pagamento postergado, como custeio agropecuário em geral, Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO).

O montante não pago será posteriormente dividido em seis parcelas iguais, com vencimento anual. Os pequenos produtores rurais que perderam a produção agropecuária receberão anistia total das dívidas contraídas em programas de financiamento rural.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Ana Chalub

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta