Educação, cultura e esportes

Comissão aprova meia-entrada para pessoas com doenças crônicas graves

Medida também beneficia pessoas com doenças raras, além dos acompanhantes

13/12/2021 - 12:40  

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Audiência Pública - Regularização do Sistema Nacional de Cultura. Dep. Sâmia Bomfim (PSOL - SP)
Sâmia Bomfim: medida poderá melhorar o estado psíquico dessas pessoas

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou proposta que institui a meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos para pessoas com doenças raras, crônicas ou graves e o acompanhante.

As doenças que darão acesso ao benefício são as mesmas que hoje garantem auxílio-doença e aposentadoria por invalidez sem carência, e que estão listadas na Lei dos Planos de Benefícios da Previdência Social.

Entre elas, estão tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, esclerose múltipla, neoplasia maligna (câncer), cegueira, cardiopatia grave e doença de Parkinson.

O texto foi aprovado na forma do substitutivo apresentado pela relatora, deputada Sâmia Bomfim (Psol-SP), ao Projeto de Lei 5165/16, do deputado Paulo Azi (DEM-BA), e ao PL 3482/19, do deputado Severino Pessoa (Republicanos-AL), que tramita apensado ao primeiro. O substitutivo consolida as duas propostas.

“Facilitar o acesso a eventos culturais, esportivos e de lazer às pessoas com doenças raras ou crônicas graves é medida que poderá fazer grande diferença em suas vidas, principalmente no que se refere ao seu bem-estar e à melhoria de seu ânimo e estado psíquico, geralmente bastante afetados pelo estado patológico permanente em que se encontram”, observou Sâmia Bomfim.

O substitutivo inclui a medida na Lei da Meia-Entrada. Hoje o benefício é concedido a estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta