Trabalho, Previdência e Assistência

Comissão aprova proposta que inclui entidade que doa roupa e alimento na assistência social

Instituições poderão ter isenção de contribuições para a Seguridade Social

05/11/2021 - 16:56   •   Atualizado em 05/11/2021 - 21:05

Reila Maria/Câmara dos Deputados
Audiência Pública - Recursos mínimos para o financiamento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Dep. Eduardo BarbosaPSDB - MG
Eduardo Barbosa: instituições materializam direitos previstos na Constituição

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 7928/17, pelo qual serão consideradas entidades de assistência social as que realizam doação ou distribuição de alimentos, de medicamentos ou outros bens a pessoas ou famílias sem condições de autossustento.

O relator, deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), apresentou parecer favorável. “Essas instituições trabalham concretamente para trazer bem-estar para a população mais pobre, materializando direitos sociais previstos na Constituição, entre eles a saúde, a alimentação e o vestuário”, comentou o relator.

O texto insere dispositivo na Lei 12.101/09, que trata da certificação das entidades de assistência social e define a isenção de contribuições para a Seguridade Social. “Existem várias instituições que devem ser consideradas de assistência social em razão da relevante atividade”, disse o autor, deputado Eduardo Cury (PSDB-SP).

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta