Segurança

Projeto inclui narcoterrorismo na legislação de combate às drogas

24/07/2021 - 12:05  

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Deputado Delegado Antônio Furtado discursa no Plenário da Câmara
Furtado: narcoterrorismo busca o controle territorial

O Projeto de Lei 2175/21 tipifica o crime de narcoterrorismo, com pena de reclusão de 6 a 15 anos, sem prejuízo de sanções decorrentes da violência. O texto em análise na Câmara dos Deputados muda a Lei Antidrogas.

O crime consistirá em integrar associação ou organização que use intimidação, coação ou constrangimento mediante posse, porte, armazenamento ou guarda de armas de fogo ou explosivos com o objetivo de controlar áreas urbanas ou rurais, território ou comunidades, no todo ou em parte.

“Diferentemente da associação para o tráfico, já previsto, o narcoterrorismo destina-se a estabelecer controle territorial para práticas do tráfico de drogas em diferentes modalidades, com emprego sistemático de armas e explosivos”, explicou o autor da proposta, deputado Delegado Antônio Furtado (PSL-RJ).

“No Rio de Janeiro e em algumas metrópoles brasileiras, gangues e facções criminosas ligadas ao narcotráfico perpetram atentados à coletividade e às forças de segurança pública em busca do controle de territórios e consolidação da mercancia de drogas”, disse Furtado, ao defender mudanças na legislação.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta