Saúde

Empresas autorizadas a funcionar poderão ter que fornecer máscaras a clientes

Funcionários deverão utilizar máscaras e luvas. Objetivo é evitar a disseminação do novo coronavírus

24/04/2020 - 09:21  

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Reunião ordinária para votação do parecer do relator. Dep. Alexandre Frota (PSL - SP)
Alexandre Frota: medidas de prevenção ainda são necessárias para a mínima proteção da sociedade

O Projeto de Lei 2118/20 obriga as empresas autorizadas a retomar suas atividades, em meio à pandemia de Covid-19, a fornecer máscaras de tecido e álcool em gel 70% a seus clientes e consumidores, que só poderão entrar nos estabelecimentos se fizerem uso do equipamento de proteção. Ainda segundo o texto, os funcionários desses estabelecimentos deverão, além das máscaras de tecido, usar luvas descartáveis, devendo trocar ambos periodicamente.

A proposta é do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) e tramita na Câmara dos Deputados. Ele observa que paulatinamente as atividades produtivas do País estão voltando à normalidade após um período de restrições, o que não significa deixar de ter cuidados para evitar a disseminação do novo coronavírus.

“Medidas de prevenção ainda são necessárias para a mínima proteção da sociedade. Não podemos pôr tudo a perder quando do retorno das atividades. O sacrifício que a população em geral fez não pode ser em vão”, afirma Frota.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei.

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta