Trabalho, Previdência e Assistência

Seguridade aprova proposta que fixa jornada do psicólogo em 30 horas semanais

16/08/2018 - 13:41  

Cleia Viana/Câmara dos deputados
Audiência Pública com a participação de técnicos do Tribunal de Contas da União - TCU e do Observatório Legislativo da Intervenção Federal na Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Dep. Laura Carneiro( DEM - RJ)
Laura Carneiro: O trabalho do profissional de psicologia é muito desgastante, já que o mesmo trata do sofrimento psíquico das pessoas

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou o Projeto de Lei 769/15, do deputado Felipe Bornier (PSD-RJ), que pretende fixar em 30 horas a jornada semanal de trabalho do psicólogo. O texto inclui o dispositivo na Lei 4.119/62, que trata dos cursos de psicologia e regulamenta a profissão.

O autor da proposta ressaltou que a fixação da jornada semanal é uma reivindicação dos psicólogos, pois atualmente não há uma regra sobre o tema. “Leis estaduais não necessariamente são seguidas pelos municípios, o que provoca atritos entre profissionais e diversos órgãos no momento da contratação”, disse Felipe Bornier.

A relatora, deputada Laura Carneiro (DEM-RJ), recomendou a aprovação. “Trata-se de proposta relevante, uma vez que não há lei federal que defina tal carga horária, o que gera divergências significativas entre cidades no Brasil”, disse. “Há várias cidades com leis sobre esse assunto, com definições de jornada variando entre 20 e 40 horas semanais.”

Ouça esta matéria na Rádio Câmara

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem - Ralph Machado
Edição - Marcia Becker

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PL 769/2015

Íntegra da proposta