Política e Administração Pública

Câmara aprova quebra de intervalo regimental para votação de PEC da DRU

Proposta poderá ser votada em segundo turno nesta quarta-feira

07/06/2016 - 23:24  

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Ordem do dia para análise, discussão e votação de diversos projetos
Deputados decidiram dispensar o intervalo de cinco sessões entre a análise do primeiro e do segundo turno da PEC

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (7), por 316 votos a 84 e 3 abstenções, o pedido que permitirá a votação, em segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 4/15, que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) até 2023.

O Regimento Interno prevê o intervalo de cinco sessões do Plenário entre o primeiro e segundo turnos, o que não ocorreu ainda. A PEC foi aprovada em primeiro turno na madrugada da última quinta-feira (2).

A proposta recria a DRU com vigência retroativa a 1º de janeiro de 2016 e validade até 2023. O texto permite ao governo realocar livremente 30% das receitas obtidas com taxas, contribuições sociais e de intervenção sobre o domínio econômico (Cide), que hoje são destinadas, por determinação constitucional ou legal, a órgãos, fundos e despesas específicos.

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PEC 4/2015

Íntegra da proposta