Política e Administração Pública

Manifestantes pressionam entrada do Congresso Nacional

17/06/2013 - 21:36  

Pierre Triboli
Protesto Congresso
Policiais e manifestantes na entrada do prédio do Congresso.

Neste momento, uma parte dos manifestantes pressiona a entrada no Congresso Nacional pela chapelaria. O Congresso está cercado por cerca de 5 mil pessoas, que fazem parte de quatro marchas diferentes e têm uma pauta múltipla: protestam contra a Copa do Mundo, contra a violência policial, por mais recursos para a educação e saúde, e contra a corrupção.

Os manifestantes chegaram ao gramado no meio da tarde, invadiram as cúpulas por volta das 19h30 e agora querem entrar no prédio. Um martelo chegou a ser jogado contra os vidros da chapelaria.

O deputado Mendonça Filho (DEM-PE); o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio; e o chefe da Casa Militar do governo do Distrito Federal, coronel Leão, se reuniram para definir estratégias.

Mendonça Filho disse que o Departamento Médico da Casa está de prontidão na eventualidade de qualquer confronto. “Temos de ter cautela na condução do processo”, disse. Ele destacou que a manifestação não tem uma liderança coesa. “É um movimento difuso, tem gente que tem uma pauta e tem gente que quer participar do tumulto”, afirmou o deputado.

Entre as marchas reunidas na Esplanada está a marcha do vinagre, contra a violência policial de São Paulo, o movimento “Copa para quem” e protestos contra a PEC 37, que retira o poder de investigação do Ministério Público. Todos os movimentos foram convocados pelas redes sociais.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.