Meio ambiente e energia

Crise europeia pode comprometer resultados do Cop-15, alerta Jungmann

Parlamentares temem que a Europa invista em industrialização para superar a crise e, com isso, não reduza a emissão de gases causadores do efeito estufa.

26/05/2010 - 19:50  

Saulo Cruz
Palestrantes defendem criação de uma organização internacional específica para o meio ambiente.

A crise financeira europeia pode comprometer as metas da Conferência de Copenhague (COP-15) para a redução das emissões causadoras do efeito estufa, avaliou o deputado Raul Jungmann (PPS-PE) durante o 17º Fórum Brasil-Europa, realizado nesta quarta-feira.

A COP-15 foi a conferência mundial sobre o clima realizada em dezembro último na Dinamarca. “A União Europeia já recuou em relação ao acordo, passando a falar de redução em etapas. A crise tende a trazer divergências num tema em que antes se tinha convergência. Por isso, acredito que não temos de ficar esperançosos em relação à Conferência do México”, disse o parlamentar, referindo-se à Conferência do Clima que será realizada em Cancun, México, no final deste ano.

O presidente do Grupo Parlamentar Brasil-União Europeia, deputado Sebastião Bala Rocha (PDT-AP), concorda que a turbulência econômica pode frear os avanços no combate à mudança climática. “A crise preocupa, porque a Europa pode recorrer a uma industrialização mais pesada e perder o controle das metas”, disse.

Apesar da preocupação dos parlamentares, o embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado, do Departamento de Meio Ambiente e Temas Especiais do Ministério das Relações Exteriores, disse que mantém seu otimismo em relação à Conferência do México. “Embora os sinais apontados demonstrem que o quadro não é propício ao avanço, mantemos a posição de que temos de continuar avançando nas conferências”, disse o embaixador.

Governança Global
Os palestrantes defenderam a criação de uma organização internacional voltada especificamente ao meio ambiente. A idéia já foi sugerida pelo deputado Sebastião Bala Rocha ao presidente da República por meio de indicação (INC 159/07). “Não podemos cruzar os braços para as mudanças climáticas, mas não temos governança global para tratar disso. A ONU não dá conta sequer dos seus problemas”, disse Raul Jungmann. Segundo ele, a criação de uma agência internacional poderia intensificar as negociações sobre o clima.

Fórum Brasil-Europa
O Fórum Brasil-Europa é um evento anual para discutir a integração entre União Europeia, Brasil e Mercosul. O tema deste ano é “Clima, Energia e Meio Ambiente na Agenda Política entre Brasil e União Europeia”.

O evento é organizado pela Fundação Konrad Adenauer em parceria com o Grupo Parlamentar Brasil-União Europeia do Congresso Nacional e a Universidade de Brasília.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.