Saúde

Projeto aprovado permite incluir na carteira de identidade informação sobre cirurgia bariátrica

A Câmara continua analisando a proposta

23/05/2024 - 11:13  

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Deputada Rogéria Santos fala ao microfone. Ela é clara, tem cabelo liso, comprido e castanho claro. Ela usa um blazer claro e óculos
Rogéria Santos recomendou a aprovação da proposta, com mudanças

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei permitindo que a carteira de identidade indique que o portador fez cirurgia bariátrica ou outra gastroplastia, acompanhada da data da intervenção.

O objetivo é permitir que essas pessoas recebam tratamento de saúde adequado à sua condição. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), foram realizadas 74,7 mil cirurgias bariátricas nos serviços de saúde públicos e privados em 2022.

O texto aprovado foi um substitutivo da relatora, deputada Rogéria Santos (Republicanos-BA), ao Projeto de Lei 1395/23. Segundo ela, a proposta do deputado licenciado Milton Vieira (SP) promove a inclusão social e o combate à discriminação das pessoas que passaram por cirurgias bariátricas.

Respeito
“Isso é essencial para assegurar a dignidade e o respeito aos direitos humanos desses pacientes”, disse Santos. Ela lembrou que a SBCBM oferece a possibilidade aos cirurgiões associados de emitirem a Carteira de Identificação do Paciente Bariátrico. O documento, porém, não tem validade jurídica.

O texto aprovado (substitutivo) troca o cadastro nacional das pessoas que realizaram cirurgia bariátrica ou gastroplastia, previsto originalmente, pela inscrição da condição na carteira de identidade. A medida, segundo ela, é de execução mais fácil.

O substitutivo muda a Lei 7.116/83, que trata da validade das carteiras de identidade.

Próximos passos
O PL 1395/23 será analisado agora, em caráter conclusivo, na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Se aprovado, pode seguir para o Senado.

Reportagem – Janary Júnior
Edição - Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta