TV Câmara

Participação Popular

Estreia: Invalid date

O racismo velado

Numa abordagem direta sobre racismo, muita gente talvez diga que não existe discriminação racial no Brasil, ou há quem não se dá conta de seu preconceito velado, escondido, tão banalizado socialmente que pode não ser percebido.

Aqui o racismo não é escancarado, além de ser crime, e talvez por esse motivo, é difícil de ser denunciado e superado. O preconceito não fica claro, mas continua ali, mesmo nos dias atuais, implícito nos comentários sobre o cabelo e a cor da pele, no medo ao cruzar com um homem de pele escura na rua, na visão estereotipada de uma sexualidade diferente. Pior: Quem sofre racismo enfrenta obstáculos concretos no acesso a bens, serviços e direitos, além de problemas psicológicos gerados por problemas de aceitação e baixa autoestima.

O nosso país foi o que mais recebeu escravos africanos do tráfico, cerca de 5 milhões, e o último do Ocidente a abolir a escravidão. A abolição não foi acompanhada por nenhuma ação no sentido de integrar os afrodescendentes à sociedade brasileira. Dados do IBGE e do Mapa da Violência mostram as estatísticas de cor ou raça no Brasil: os brancos têm maiores salários, sofrem menos desemprego, frequentam mais as universidades; enquanto os negros são os que sofrem mais com o trabalho infantil e com a violência, também são maioria nas cadeias.

Apesar de os afrodescendentes negros e os brancos historicamente não viverem em condições econômicas e sociais igualitárias, a convivência entre eles é aparentemente amistosa, o que pode ajudar a dissimular o racismo.

Convidados:

- Thabata Lorena, cantora, rapper, compositora e arte-educadora;

- Professor Nelson Inocencio, Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros UnB;

- Por telefone, de São Paulo: deputado Orlando Silva (PCdoB-SP).


Se você tem alguma dúvida, assista e participe desse programa. O Programa vai ao ar, ao vivo, das 13h às 14h, na TV Câmara, no portal Câmara Notícias (http://tv.camara.leg.br) e o no canal da Câmara no YouTube.

Comentários e perguntas podem ser feitos pelo telefone 0800-619-619, por e-mail para participacaopopular@camara.leg.br, pelo WhatsApp no número (61) 99620-2573 ou pelo chat do YouTube e Facebook da Câmara dos Deputados, que farão transmissão simultânea com a TV Câmara.

Siga-nos também no YouTube e em outras redes sociais:

http://www.facebook.com/camaradeputados
http://www.twitter.com/camaradeputados

Apresentação - Fabricio Rocha
Participação Popular

O que o cidadão comum acha dos temas que o Congresso discute? Um programa de TV reúne, todas as semanas, populares, políticos e especialistas que dão uma visão particular sobre o que movimenta os debates parlamentares. É o Participação Popular, apresentado pelo jornalista Fabricio Rocha, onde erro médico, drogas, trânsito, questões trabalhistas, sexualidade, enfim, tudo pode ser discutido. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara.

Estreia: segunda, às 13h. Reprises: segunda, 22h; quarta, à 1h e às 21h30; sábado, às 16h; domingo, às 10h.

NOSSAS REDES

Veja também