Com a Palavra

Deputado defende liberação da pílula do câncer

Publicação: 12/11/2015 - 11:29

  • Deputado defende liberação da pílula do câncer

A Comissão de Seguridade Social debate hoje os efeitos da fosfoetanolamina sintética no tratamento do câncer. A substância começou a ser estudada pelo pesquisador Gilberto Chierice, do Instituto de Química de São Carlos, da Universidade de São Paulo (USP), no final da década 1980. Mas, como a droga não passou por testes em humanos para saber se é, realmente, eficaz, ainda não é considerada um remédio.

O assunto virou polêmica nacional, porque a substância, que ainda estava em estudo na USP, começou a ser distribuída para pacientes que alcançaram bons resultados ao tomar a pílula do câncer, como já é conhecida.

A partir daí, mesmo sem testes, outros pacientes de várias partes do país, recorreram à Justiça para fazer uso do medicamento.

Para discutir a polêmica em torno da nova droga contra o câncer, esteve Com a Palavra o médico e deputado Adelmo Carneiro Leão, do PT mineiro. O parlamentar é autor de vários requerimentos para debater o tema na Comissão de Seguridade Social.

O deputado garante que os pacientes que fizeram uso da substância melhoram e que ainda não há depoimentos de efeitos colaterais da fosfoetanolamina. Adelmo Leão é favorável à ampliação dos estudos sobre a substância e acredita que esses debates vão acelerar o processo de liberação da pílula do câncer.

Apresentação – Elisabel Ferriche e Marcio Achilles Sardi

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições