Direitos Humanos

Comissão promove audiência pública sobre combate ao feminicídio no Acre

Taxa de homicídios dolosos de mulheres no estado é a maior do País

07/06/2022 - 08:21  

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados
Discussão e votação de propostas. Dep. Leo de Brito PT - AC
Leo de Brito vai cobrar providências das autoridades do estado

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta terça-feira (7) sobre a necessidade de combate ao feminicídio no Acre.

O debate foi proposto pelo deputado Leo de Brito (PT-AC). Ele cita dados do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que mostram que o Acre tem a maior taxa de de feminicídios do País.

"Em 2019, o Acre registrou 31 homicídios dolosos contra mulheres e, destes, 11 foram feminicídios, ou seja, casos em que mulheres foram mortas em crimes de ódio motivados pela condição de gênero", lamentou o deputado, lembrando que em 2018, o Monitor da Violência já havia revelado que o Acre tinha a maior taxa de feminicídios do país, com 3,2 casos por 100 mil mulheres.

Foram convidados para a audiência pública, entre outros:

- a procuradora de Justiça e Coordenadora-Geral do Centro de Atendimento à Vítima, Patrícia de Amorim Rêgo;
- a desembargadora do Tribunal de Justiça do Acre Eva Evangelista;
- a presidente Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Giovana Castelo Branco; e
- a diretora de Políticas Públicas para as Mulheres da Secretaria de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres do Acre, Isabela Fernandes.

Confira a lista completa de convidados

O debate ocorre às 10 horas, no plenário 9, com transmissão interativa pelo e-democracia.

Da Redação - GM

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.