Política e Administração Pública

PSD vai defender derrubada do veto à renegociação de dívidas de micro e pequenas em 2022

Vice-líder do partido também defende revisão do Estatuto do Jovem Aprendiz

02/02/2022 - 15:29  

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados
Discussão e votação de propostas. Dep. Marcos Bertaiolli PSD-SP
Bertaiolli: em 2022 também é preciso avançar na aprovação da reforma tributária

O vice-líder do PSD na Câmara deputado Marco Bertaiolli (SP) disse que um dos objetivos da bancada em 2022 será derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro ao programa de renegociação de dívidas de micro e pequenas empresas. O programa está previsto no Projeto de Lei Complementar 46/21, do Senado, que foi aprovado em dezembro de 2021 pela Câmara e acabou integralmente vetado por Bolsonaro em janeiro.

“Para que as pequenas empresas, que são as maiores geradores de empregos do País, possam equacionar o seu orçamento, pagando o que ficou para trás na pandemia, gerando novos empregos e pagando novos impostos”, explicou o parlamentar.

Reforma tributária
Bertaiolli também considera prioridade em 2022 avançar na aprovação da reforma tributária. “Criando oportunidade para um ambiente de negócios melhor no Brasil, sem essa parafernália tributária, que dificulta tanto a geração de empregos”, disse.

Por fim, o PSD vai defender a revisão do Estatuto do Jovem Aprendiz. “Nenhum aprendiz a menos, mas facilidade, simplificação e transparência no ato de ter um aprendiz – um jovem com idade entre 14 e 24 anos – dentro das empresas nacionais. É fundamental abrir as portas do primeiro emprego para a juventude”, concluiu.

O Estatuto do Aprendiz é tema do Projeto de Lei 6461/19 e está em análise em comissão especial.

Reportagem – Murilo Souza

Edição – Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta