Relações exteriores

Câmara aprova acordo entre Brasil e Israel na área de defesa

O acordo prevê o intercâmbio de tecnologias, treinamento, pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico e mobilização

09/12/2021 - 13:42  

Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Discussão e votação de propostas
Sessão virtual do Plenário da Câmara

A Câmara dos Deputados aprovou, por 300 votos a 60 e uma abstenção, o acordo de cooperação em questões relacionadas à defesa assinado por Brasil e Israel, previsto no Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 228/21. A matéria vai agora ao Senado Federal.

Assinado pelos dois países em 2019, em Jerusalém, o acordo prevê o intercâmbio de tecnologias, treinamento, pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico e mobilização. Prevê ainda visitas mútuas de delegações, intercâmbios de pessoal e a facilitação do comércio bilateral de serviços e material de defesa. O governo alega que o tratado contribui “para o estabelecimento de novo patamar de relacionamento entre Brasil e Israel”.

PT, PCdoB e Psol foram contrários ao acordo bilateral sob a alegação de que a aprovação representa a chancela do Brasil a um país que descumpre resoluções das Nações Unidas sobre o povo palestino. Houve também críticas ao fato de o acordo possibilitar que empresas brasileiras vendam produtos de defesa para o governo israelense.

“Todos que aqui estão sabem o que acontece com o povo palestino e deviam prestar solidariedade ao povo palestino”, disse a deputada Erika Kokay (PT-DF). O deputado Jorielson (PL-AP) defendeu o acordo e disse que o Brasil ganha com a cooperação com Israel. “Não estamos ‘sectarizando’ nenhuma outra nação. Não estamos aqui fechando porta paras ninguém. Pelo contrário, estamos abrindo portas, construindo pontes”, disse.

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Rachel Librelon

  • Áudio da matéria

    Ouça esta matéria na Rádio Câmara

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta