Segurança

Deputados aprovam moção de repúdio a violência praticada contra profissionais em serviço

A moção, inicialmente prevista para médicos e enfermeiros, foi ampliada depois que deputados relataram casos de violência contra pessoas no exercício de outras profissões

21/07/2020 - 17:23  

Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
63ª Reunião Técnica por videoconferência - Exames Sorológicos e Sistema Suplementar de Saúde. Dep. Hiran Gonçalves(PP - RR)
Hiran Gonçalves defendeu pena maior para crime contra a honra de profissionais da saúde no exercício da profissão

Na reunião que discutiu a cobertura dos testes sorológicos de Covid-19 pelos planos de saúde, também foi aprovada uma moção de repúdio à violência física ou verbal que vem sendo praticada no País contra profissionais no exercício de seu trabalho, sejam médicos, conselheiros tutelares ou agentes de segurança, por exemplo.

A moção foi sugerida pelo presidente da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19, deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ) depois de ouvir denúncia do deputado Hiran Gonçalves (PP-RR) acerca de um ataque, na semana passada, à médica Maria Vanessa Dantas, de 38 anos, após morte de criança Yanomami em Roraima.

“Essa moça estava atendendo quando sofreu uma agressão muito grave. Teve os dois braços fraturados, teve traumatismo craniano. É uma médica que foi para um lugar onde quase ninguém quer ir, uma área inóspita, que tem acesso unicamente por via aérea”, afirmou Hiran Gonçalves. “Isso não é coisa de gente, seja quem for o responsável. Há muita controvérsia em relação às razões da agressão e à autoria.”

Gonçalves defendeu a aprovação do Projeto de Lei 6749/16, que aumenta em 1/3 as penas para os crimes contra a honra, de lesão corporal, de ameaça e de desacato, quando cometidos contra médicos e demais profissionais da área de saúde no exercício da profissão.

A moção, inicialmente prevista para os profissionais da saúde, foi ampliada depois que outros deputados trouxeram mais casos de violência contra pessoas no exercício da profissão. “É uma moção de repúdio a todos os atos de violência que sofrem não só os profissionais da saúde, mas agentes de sepultamento, profissionais do setor de transporte, agentes de segurança”, listou o deputado Alexandre Padilha (PT-SP).

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta