Segurança

Projeto exige vigilância 24 horas em instituições bancárias

O descumprimento da medida, se virar lei, poderá gerar multa diária de R$ 5 mil

13/07/2020 - 13:56  

Dep. Nereu Crispim
Nereu Crispim: objetivo é inibir a ação de criminosos

O Projeto de Lei 2850/20 obriga agências bancárias e cooperativas de crédito a contratar vigilância armada para atuar 24 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados. O descumprimento da medida, segundo a proposta, implica multa diária de R$ 5 mil, aplicada em dobro no caso de reincidência.

Em tramitação na Câmara dos Deputados, o texto estabelece que os vigilantes deverão permanecer em local seguro no interior da instituição para que possam, em caso de ameaça, acionar botão de pânico para notificar o Centro de Operações da Polícia Militar local. O profissional também deverá dispor de sirene de alto volume no lado externo da agência bancária, a fim de chamar a atenção de transeuntes e afastar delinquentes, de forma preventiva, a cada acionamento.

Autor do projeto, o deputado Nereu Crispim (PSL-RS) afirma que medida semelhante foi adotada com sucesso no Distrito Federal. “O objetivo é garantir segurança aos clientes das agências bancárias e afins, principalmente nos horários que elas não estão funcionando, ou seja, à noite, nos feriados e finais de semana, inibindo a ação de criminosos no interior das dependências das agências”, reforça o autor.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta