Política e Administração Pública

Maia defende mais eficiência para o Estado brasileiro

16/08/2019 - 10:13  

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu nesta sexta-feira (16) a redução das despesas públicas e um Estado mais eficiente. Segundo ele, atualmente, o Estado brasileiro serve apenas para pagar salários e aposentadorias e para custear a máquina pública, com poucos recursos para investimentos.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Maia: atualmente, Estado brasileiro serve apenas para pagar salários e aposentadorias e custear a máquina pública

“Precisamos reduzir o crescimento das despesas públicas que inviabiliza estados, municípios e o próprio governo federal”, afirmou o presidente na abertura do evento do Fórum Nacional de Competitividade, em São Paulo.

Maia afirmou que, no primeiro momento, a reforma tributária vai simplificar o sistema para corrigir distorções, mas não acredita que haja uma redução da carga tributária imediatamente. Para que isso ocorra, na avaliação do presidente, é preciso discutir e reduzir as despesas obrigatórias que consomem 94% do orçamento público brasileiro.

“De fato, compreendo a urgência da reforma tributária, o sistema é confuso. Mas é obvio, não vamos reduzir a carga tributária. Se tem despesa e a ela é obrigatória, ninguém vai conseguir da noite para o dia reduzir (os impostos). Mas podemos trabalhar na simplificação para que melhore o crescimento e, aí, pelo lado do crescimento da receita, teremos outro ambiente”, explicou Maia.

De acordo com o presidente, a Câmara tem uma agenda focada em um estado brasileiro que custe menos para o cidadão, em um sistema tributário mais simples e na garantia da segurança jurídica no País para atrair investimentos privados.

Reportagem - Luiz Gustavo Xavier
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.