Cidades e transportes

Comissão rejeita inclusão de vans em plano de mobilidade das cidades

Proposta, rejeitada também pela Comissão de Viação e Transportes, deve ser aquivada

14/06/2019 - 09:18  

Acervo Câmara dos Deputados
Deputada Major Fabiana
Major Fabiana recomendou a rejeição do projeto

A Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados rejeitou a inclusão do transporte alternativo (vans ou similares) entre as matérias que devem merecer tratamento no plano de mobilidade urbana, obrigatório para os municípios com mais de 20 mil habitantes. A medida está prevista no Projeto de Lei 5153/16, do ex-deputado Francisco Floriano, que altera a Lei da Política Nacional de Mobilidade Urbana (12.587/12).

Segundo a relatora, deputada Major Fabiana (PSL-RJ), o transporte coletivo alternativo de passageiros realizado por vans e similares é um serviço de competência municipal de legislação. “Não há necessidade de aditar a lei. Se o fizesse, estaria dando injustificável relevância a um serviço específico e invadindo, indevidamente, a seara municipal”, afirmou.

Como a proposta foi rejeitada pelas comissões temáticas ela deve ser arquivada, a não ser que haja recurso para análise pelo Plenário. Em dezembro de 2016, a Comissão de Viação e Transportes já havia rejeitado o texto.

Também foram rejeitados dois projetos que tramitam em conjunto (PLs 5267/16 e 5469/16) e tratam de assunto semelhante.

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre PL 5153/2016

Íntegra da proposta