Saúde

Projeto exige assistência nutricional em escola particular de tempo integral

28/05/2019 - 15:40  

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Lançamento da frente. Dep. Celio Studart (PV - CE)
Studart: "Objetiva-se melhorar a alimentação dos discentes, bem como prevenir a incidência de doenças"

O Projeto de Lei 1825/19 torna obrigatória a assistência nutricional nas escolas particulares que ministrem aulas em sistema de tempo integral. A proposta, do deputado Célio Studart (PV-CE), tramita na Câmara dos Deputados.

O objetivo é fomentar o planejamento, a organização, a supervisão e a avaliação da alimentação da rede de ensino. Pela proposta, os alunos que necessitarem de alimentação especial por motivo de saúde serão orientados e acompanhados por um nutricionista. Além disso, na elaboração dos cardápios das escolas, serão respeitadas as particularidades de cada estudante.

Célio Studart argumenta que tem aumentado a incidência de doenças como diabetes e hipertensão em crianças e adolescentes em decorrência de alimentação inadequada. “Diante dessa preocupante e grave realidade, as escolas não podem se omitir de garantir a devida assistência nutricional aos alunos”, afirma.

Ele ressalta ainda que a Lei 8.234/91, que regulamenta a profissão de nutricionista, coloca como atividade privativa desse profissional a assistência e a educação nutricional a coletividades ou indivíduos.

Ainda segundo a proposta, as instituições de ensino básico poderão celebrar convênios e parcerias com organizações sociais e universidades para o cumprimento da medida, que poderá ser regulamentada, caso vire lei.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: undefined undefined/undefined

Íntegra da proposta