Economia

Proposta altera rateio do FPE para beneficiar estado com maior arrecadação

07/02/2019 - 16:03  

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Audiência Pública e Reunião Ordinária. Dep. Eduardo Cury (PSDB-SP)
O deputado Eduardo Cury acredita que a PEC poderá reduzir os desequilíbrios socioeconômicos entre estados e regiões

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 449/18 modifica os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE) para beneficiar unidades com maior arrecadação.

O FPE, previsto na Constituição, é composto de 21,5% da receita do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Pela PEC de autoria do deputado Eduardo Cury (PSDB-SP),12% do repasse do FPE (ou seja, 2,58 pontos percentuais do repasse da União) serão distribuídos na proporção da arrecadação do IR e do IPI em seus territórios. A proposta, assim, beneficia estados com maior arrecadação.

Para Cury, é necessário um estímulo para promover e implementar políticas públicas que “efetivamente proporcionem um aumento da renda e do emprego, de forma a reduzir os desequilíbrios socioeconômicos” entre estados e regiões.

Atualmente, os critérios de rateio estão definidos na Lei Complementar 62/89. Cada estado tem garantido um repasse mínimo igual ao valor recebido em 2015, com a variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mais 75% da variação real do Produto Interno Bruto (PIB) no período. O excedente é distribuído de acordo com critérios de população e inverso da renda per capita.

Tramitação
A proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania quanto à admissibilidade. Caso seja aprovada, será examinada por uma comissão especial criada especialmente para essa finalidade. Em seguida, será votada em dois turnos pelo Plenário.

Saiba mais sobre a tramitação de PECs 

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Roberto Seabra

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta