Política e Administração Pública

Morre o advogado Sigmaringa Seixas, que foi deputado constituinte

26/12/2018 - 09:24  

Arquivo pessoal
Ex-deputado Sigmaringa Seixas
Sigmaringa foi deputado durante a Assembleia Nacional Constituinte, fez parte do Congresso revisor, e foi reeleito para o terceiro mandato em 2003

O ex-deputado federal Luiz Carlos Sigmaringa Seixas morreu nesta terça-feira (25), aos 74 anos, em decorrência de leucemia. Parlamentar por três mandatos pelo Distrito Federal, Sigmaringa Seixas foi deputado durante a Assembleia Nacional Constituinte (1987-1991), pelo MDB. Depois filiou-se ao PSDB, por onde foi deputado entre 1991 e 1995 e fez parte do Congresso Revisor. Voltou à Câmara Federal em 2003, quando foi eleito para seu terceiro mandato pelo PT.

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, publicou uma nota no Twitter onde lamenta a morte de Sigmaringa Seixas. “Ele teve importante papel na redemocratização do Brasil. Foi um grande advogado e uma referência na Câmara dos Deputados”, disse Maia.

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, também lamentou a morte de Sigmaringa. “Durante a ditadura, teve a coragem de defender ativistas sindicais e presos políticos, com generosidade e desprendimento. Foi um dos principais responsáveis pela denúncia, com documentos oficiais, da prática da tortura no Brasil, num tempo em que isso significava risco de vida para si, seus colaboradores, amigos e familiares”, escreveu Gleisi Hoffmann em nota oficial.

Da Redação – RS

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.