Política e Administração Pública

Relatório da CPI do BNDES vai questionar função do BNDESPar, diz relator

15/10/2015 - 17:07  

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, deputado José Rocha (PR-BA), adiantou que o relatório final da CPI vai “questionar a função do BNDESPar [braço da instituição para operações no mercado de capitais]”. Segundo ele, é preciso avaliar “se ainda há necessidade de a BNDESPar existir, ou se pode ser liquidada”. A declaração foi dada ao final da reunião da CPI desta quinta-feira (15) na Câmara dos Deputados.

O relator também vai questionar os recursos do Tesouro que são captados à taxa Selic e emprestados ao BNDES à taxa TJLP. “É aí que fica um buraco. Queremos saber se essa diferença vai para a dívida da União ou não”, completou Rocha.

Além disso, o deputado pretende incluir no relatório uma proposta da CPI para analisar a atuação do BNDES, se ele deve atuar criando sociedades com empresas para fomentar o desenvolvimento econômico social ou não. "Se isso foi necessário em um momento, e se hoje ainda há essa necessidade”, disse. José Rocha também quer saber se a instituição teve prejuízo em relação aos projetos financiados, e se esses prejuízos se deram por culpa dos agentes do banco.

O prazo para encerramento da CPI é dia 4 de dezembro, mas integrantes da oposição defendem que a comissão seja prorrogada. O relator defende que isso aconteça apenas “se, ao final da CPI, não houver ainda material suficiente para encerrar o relatório”.

Seminário
Nesta quinta, a CPI aprovou quatro requerimentos convidando economistas para um seminário sobre o papel do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que será promovido pela comissão parlamentar de inquérito, em data a ser definida. Os economistas convidados são: Sergio Giovanetti Lazzarini, Monica Baumgarten de Bolle, Rogério Studart e Felipe Rezende.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Luciana Cesar

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.