Política e Administração Pública

Registro biométrico será exigido para comissionado da Câmara em sessão extraordinária

15/07/2015 - 21:02  

Assista ao vivo à sessão do Plenário

O Plenário rejeitou emenda do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) ao Projeto de Resolução 57/15, da Mesa Diretora, que permitia ao ocupante de cargo de natureza especial (CNE) da Câmara dos Deputados optar pelo registro de presença com folha de ponto e receber pelas sessões extraordinárias.

De acordo com o projeto, somente aqueles que registrarem a presença pelo sistema biométrico é que terão direito à sessão extraordinária.

O Plenário também rejeitou destaque do PSB ao projeto e manteve no texto a permissão para que o CNE seja lotado em gabinete parlamentar ou tenha exercício fora das dependências da Câmara dos Deputados. Atualmente, isso é proibido.

Está em análise, no momento, emenda do deputado Arnaldo Faria de Sá que permite aos servidores efetivos a opção dada aos CNEs de receber horas extraordinárias somente se fizerem o registro biométrico.

Mais informações a seguir

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PRC 57/2015

Íntegra da proposta