Política e Administração Pública

Conclusão da reforma política hoje dependerá do quórum, diz Cunha

15/07/2015 - 10:59  

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, disse há pouco que a conclusão da votação em segundo turno da proposta de emenda à Constituição da Reforma Política (PEC 182/07) na noite de hoje dependerá do quórum.

“Devemos concluir hoje as sete emendas que faltam ser votadas. Se por acaso não concluirmos hoje, restarão um ou dois destaques para a primeira semana de agosto, a depender do quórum”, disse.

Ele avalia que a minirreforma eleitoral (PL 5735/13) aprovada ontem pelo Plenário é “uma revolução”. “Conseguimos fazer, por meio das mudanças na legislação eleitoral, muitas coisas que não conseguimos fazer na mudança constitucional: reduzimos o tempo de campanha, colocamos teto de gastos e limites de despesas dos próprios candidatos, e de contribuições das empresas. Conseguiu se dar um arranjo em que você restringiu muitos itens de propaganda, rearrumou o tempo de propaganda eleitoral na televisão. É uma revolução que vocês só vão sentir nas eleições.”

Sobre os pontos da reforma política aprovado no Senado, Cunha afirmou que existe um cronograma acordado com senadores. “Aquilo que está combinado em comum valerá para 2016”, apontou. “O que não foi combinado vai ser debatido na Casa. Pode ser que parte seja aprovada, parte não seja, mas dificilmente valerá para 2016.”

Balanço
Cunha afirmou ainda que o balanço do semestre de votações na Câmara é positivo. “Os temas estão sendo votados. Se o produto final não é o que parte da sociedade ou do Parlamento gostaria, é porque a maioria dos parlamentares decidiu dessa forma.”

Reportagem - Lara Haje
Edição - Patricia Roedel

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.