Saúde

CPI das Próteses ouve diretores da Anvisa e da ANS

23/04/2015 - 09:19  

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Máfia das Próteses reúne-se em instantes no plenário 3 para ouvir o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jaime Cesar Moura Oliveira.

As fraudes no setor foram denunciadas no início do ano em reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo. Segundo o programa, a máfia das próteses foi constatada em cinco estados, onde médicos obrigam pacientes a comprar próteses, muitas vezes sem necessidade. Os profissionais receberiam dos fabricantes entre 15% e 50% do valor dos produtos.

No último dia 15, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, reconheceu, em audiência na CPI, a existência de ilegalidades no setor de dispositivos médicos implantáveis no Brasil. De acordo com Ademar Chioro, o Ministério da Saúde encaminha os casos de irregularidades para a Polícia Federal, uma vez que a pasta não tem o poder de polícia. Ele disse que foi criado um grupo de trabalho, que deverá apresentar, no segundo semestre, sugestões para resolver as dificuldades enfrentadas pelo setor.

Na semana passada, o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro de Brito Ribeiro, também admitiu que os médicos já sabiam da existência dessa máfia. Ribeiro disse aos integrantes da CPI que notícias sobre cirurgias e implantes desnecessários percorrem corredores de hospitais há vários anos, mas há uma dificuldade em investigá-las porque ninguém denuncia formalmente.

Também serão ouvidos pelos parlamentares:
- a diretora-presidente substituta da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Martha Oliveira;
- o representante do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) João Gabbardo dos Reis; e
- o representante do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) Elton Chaves.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.