Direitos Humanos

Governo está atento ao envelhecimento da população, diz ministra

02/10/2013 - 16:31  

Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Comissão Geral sobre violência contra a pessoa idosa. Ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), Maria do Rosário
Maria do Rosário: Executivo quer planejar envelhecimento do povo com qualidade de vida.

Na comissão geral que discutiu, nesta quarta-feira (2), a violência contra a pessoa idosa, a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, disse que o governo federal está atento ao envelhecimento da população brasileira e à necessidade de ações voltadas para a faixa etária acima de 60 anos.

“Ontem [Dia Internacional do Idoso], tivemos a assinatura de um decreto no Conselho Nacional do Idoso que estabelece o compromisso nacional para o envelhecimento ativo. O documento convoca 17 ministérios para que estejam integrados, a fim de verificar todas as ações em curso, justamente para planejarmos o envelhecimento humano com qualidade de vida”, destacou.

O deputado João Campos (PSDB-GO), no entanto, criticou o fato de uma providência como essa aparecer somente dez anos depois da sanção do Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03). “Temos boas leis. Agora, faltam as outras esferas de Poder Público implementarem essas normas para que elas tenham consequência na vida dos cidadãos”, afirmou.

Saulo Cruz
João Campos
João Campos: Poder Público precisa pôr em prática as leis existentes.

Já o secretário do Idoso do Distrito Federal, Ricardo Quirino, defendeu a criação da Secretaria Nacional dos Idosos, além da destinação de emendas parlamentares para a construção de delegacias especializadas, centros de convivência e para outros programas sociais de amparo a idosos.

Necessidades
Maria do Rosário reconheceu a necessidade de criar mais delegacias voltadas para o atendimento ao idoso. Ela informou, no entanto, que isso ficará para "o próximo período". Atualmente, o País conta apenas com 143 delegacias especializadas.

Por outro lado, Rosário reforçou o pedido para que toda a sociedade se envolva no combate da violência contra idosos.

O presidente em exercício da Câmara, Andre Vargas, manifestou-se no mesmo sentido. A violência contra o idoso, enalteceu ele, é um desafio para todos. “Temos de ter a noção permanente de que somos um corpo único. Só é possível ser feliz junto da família, da rua, da sociedade, do País”, afirmou.

Reportagem – Lara Haje e Noéli Nobre
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.