Saúde

Médica não condena uso de agrotóxicos, mas alerta para riscos

09/05/2012 - 16:07  

Em audiência da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, a médica especialista em Medicina Preventiva Anamaria Tambellini disse há pouco que não condena o uso de agrotóxicos, mas faz uma ressalva. "Todo o cuidado é pouco, principalmente com as novas substâncias que estão sendo criadas, porque não se sabe as consequências delas nos organismos das pessoas".

Segundo a médica, o princípio da precaução deve ser levado em conta quando há indícios de que determinada substância pode ser prejudicial à saúde - o que é o caso dos agrotóxicos.

Anamaria Tambellini destaca que a produção dos agrotóxicos envolve riscos não só para os trabalhadores das indústrias onde o produto é feito. "As formas de produção, quando não são controladas, podem produzir resíduos que vão contaminar água, solo, ar e, assim, várias outras pessoas", alertou.

Ela ressalta que a variedade de agrotóxicos em uso no Brasil é tão grande que fica difícil para um profissional da saúde identificar o problema do paciente e buscar a possível cura.

A audiência ocorre no Plenário 14.

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem - Renata Tôrres/Rádio Câmara
Edição - Daniella Cronemberger

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.