Ciência, tecnologia e Comunicações

Internet deve ser espaço para livre manifestação do pensamento, diz professor

09/11/2011 - 15:51  

Para especialistas que participam de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos, nesta quarta-feira, a Internet deve ser um espaço para a livre manifestação da opinião. O professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Túlio Vianna defendeu a liberdade de expressão neste meio, desde que garantida a réplica. "Temos exemplos na Internet, nos quais o repúdio da sociedade teve mais repercussão que a opinião em si", defendeu.

Para o professor, isso se aplicaria mesmo a opiniões que chocam a sociedade, como racismo e homofonia, por exemplo. "É importante que as pessoas possam expressar sua opinião livremente sem medo de serem processadas. Com a internet, qualquer pessoa hoje produz conteúdo", defende Vianna. Para o representante da UFMG, situação distinta é a invenção de fatos. Isso, segundo o professor, é abuso do direito à liberdade de expressão.

A secretária-geral do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Renata Mielli, avalia que a atuação de novos atores na Internet, por meio de blogs, microblogs e redes sociais, ameaça o poder da grande mídia. "A maneira que a grande mídia encontrou para combater esses novos agentes é desqualificá-los", defendeu. O grande número de ações na justiça contra blogueiros também faz parte desse esforço, segundo ela. "Se tenta calar o contraditório com a opressão econômica e judicial", denunciou.

A audiência ocorre no plenário 9.

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem – Georgia Moraes/Rádio Câmara
Edição – Marcelo Westphalem

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.