Política e Administração Pública

Embate sobre piso de policiais e Emenda 29 deve continuar no segundo semestre

01/08/2011 - 19:11  

O piso salarial para policiais e bombeiros nos estados (PECs 300/08 e 446/09) e a regulamentação de recursos para a saúde, como prevê a Emenda Constitucional 29 (PLP 306/08), continuarão sendo os projetos de maior embate entre governo e oposição. Enquanto o líder do PSDB, Duarte Nogueira (SP), defende a votação das propostas neste semestre, a resistência do governo continua.

O líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), defendeu a discussão sobre o aumento dos recursos aplicados na saúde, mas disse que ainda não há consenso suficiente sobre uma alternativa. Sobre o piso salarial, ele declarou que não concorda com a definição de uma política de reajustes pela Constituição.

“A posição do governo sobre esses dois temas é antiga. Vamos discutir o aumento de recursos para a saúde com governadores, prefeitos e oposição para buscar uma alternativa. Sem isso, não é possível votar a proposta. Sobre a PEC 300, achamos que cada policial é servidor estadual e tem de discutir sua política salarial no âmbito do estado, e não na Constituição”, disse.

A pressão das categorias, no entanto, permanece. Está prevista uma manifestação de policiais e bombeiros em defesa do piso na terça-feira da próxima semana, dia 9 de agosto.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Marcos Rossi

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.