Direitos Humanos

Subcomissão vai visitar presídios em vários estados

28/03/2011 - 13:33  

Saulo Cruz
Domingos Dutra
Domingos Dutra: objetivo é avaliar condições das unidades e o tratamento dado aos presos.

A Subcomissão Permanente de Violência Institucional e Sistema Carcerário, criada na semana passada, vai promover visitas a vários estados para avaliar as condições de estabelecimentos prisionais. A subcomissão é vinculada à Comissão de Direitos Humanos e Minorias. As datas das viagens ainda não foram definidas.

O deputado Domingos Dutra (PT-MA), autor de um dos quatro requerimentos para a criação da comissão aprovados na semana passada, acredita que as visitas contribuirão para que a sociedade conheça a realidade dos presídios. Muitos dos problemas do sistema carcerário, segundo ele, são desconhecidos da população. “O juiz não visita os presídios, o ministro não visita, os secretários não visitam, o governador não conhece - então ficam só teorizando”.

O parlamentar ainda afirma que o trabalho da subcomissão vai contribuir para manter, entre as prioridades da agenda nacional, a reformulação do sistema prisional brasileiro e a adoção de medidas contra a violação de direitos humanos pelo Estado, especialmente em penitenciárias.

Principais problemas
Em 2008 e 2009, a CPI do Sistema Carcerário e a Comissão de Direitos Humanos já haviam realizados visitas a vários presídios. Entre os principais problemas identificados estavam:
- superlotação;
- falta de ações e programas de reeducação e reinserção social;
- falta de pessoal ou despreparo dos agentes;
- tortura;
- ingresso de armas, drogas e celulares nas unidades prisionais;
- facilitação de saídas e fugas; e
- associação de agentes e outros funcionários de presídios com o crime organizado.

Nas novas visitas, os parlamentares vão avaliar se as recomendações feitas anteriormente, tanto pela CPI como pela comissão, foram adotadas.

Reportagem – Ginny Morais/Rádio Câmara
Edição – Paulo Cesar Santos

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.