Economia

Relações Exteriores aprova acordo turístico com Israel

10/06/2010 - 16:44  

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional aprovou na quarta-feira (9) acordo na área do turismo firmado com Israel, em 11 de novembro de 2009, por ocasião da visita a Brasília do presidente israelense, Shimon Peres.

O acordo – encaminhado pela Mensagem 163/10, do Executivo, e que agora passa a tramitar como o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 2768/10 - prevê variadas formas de cooperação bilateral no setor turístico, mas é explícito ao estabelecer preferência para o turismo de saúde, o turismo rural e o turismo cultural e religioso.

Os dois países assumem compromisso de cooperação técnica nesses três segmentos, aí incluído o intercâmbio de especialistas. Também é prevista a criação de um comitê conjunto, a fim de estabelecer um programa de trabalho.

São ainda estimuladas visitas recíprocas de representantes da mídia, de operadores de turismo e de agentes de viagem. A cooperação se estenderá ao âmbito da Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas e de outras organizações internacionais relacionadas ao turismo, por meio de intercâmbio de informações e apoio mútuo.

Crescimento de 55%
O relator, deputado Roberto Magalhães (DEM-PE), diz em seu parecer favorável haver imenso potencial para este intercâmbio turístico, embora ele ainda seja incipiente, em razão de fatores como a distância e o custo da viagem.

Em 2008, cita o relator, 31 mil brasileiros viajaram a Israel, um aumento de 55% em relação ao ano anterior. No mesmo ano, 38 mil israelenses vieram ao Brasil, crescimento de quase 5% em relação a 2007.

A maioria dos turistas brasileiros vão a Israel por motivos religiosos. Já os israelenses em geral vem ao Brasil em busca de praias, florestas e outros atrativos naturais, e para a prática do turismo de aventura.

Tramitação
Sujeito à apreciação do Plenário, o PDC 2768/10 tramita em regime de prioridadeDispensa das exigências regimentais para que determinada proposição seja incluída na Ordem do Dia da sessão seguinte, logo após as que tramitam em regime de urgência e segue para análise das comissões de Turismo e Desporto; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem - Luiz Claudio Pinheiro
Edição - Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: MSC 163/2010

Íntegra da proposta