Cidades e transportes

Parlamentares discutem com chineses construção de trem-bala

15/01/2010 - 13:56  

Diógenes Santos
Wellington Fagundes: chineses estão interessados em construir o Trem de Alta Velocidade no Brasil e a Ferrovia Transcontinental.

Os chineses estão dispostos a participar da construção do Trem de Alta Velocidade (TAV) que irá ligar Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. Mas ainda não concordam com o modelo de leilão em discussão pelo Brasil. A informação é do deputado Wellington Fagundes (PT-MT), integrante da comitiva de parlamentares e representantes do governo brasileiro que estão na China para conhecer o sistema ferroviário daquele país.

De acordo com o deputado, a China e outros países não concordam com o sistema de licitação proposto, no qual o Brasil estabelece um preço definido do quilômetro construído e o tempo de exploração do serviço.

"O tema ainda será muito discutido com o governo brasileiro, e a tecnologia será definida na licitação. O que o governo pretende é colocar o trecho do trem-bala do Rio a São Paulo como compromisso de que quem ganhar vai construir e depois explorar por um período de 40 anos", explica Fagundes. "Vão contar os critérios impostos pela regra da concessão brasileira, e quem tiver a tecnologia e o melhor preço ganhará o projeto."

Tecnologia
Segundo Fagundes, o importante é o investimento que a China está fazendo em desenvolvimento de tecnologia. Esse seria o grande ganho que o Brasil poderia ter com o intercâmbio com a China. "No Brasil hoje, infelizmente, temos escassez de engenheiros na área de desenvolvimento tecnológico", diz.

"Em cada empresa estatal onde chegamos, há cerca de três mil engenheiros, além dos equipamentos disponíveis, visto que aqui [na China] as distâncias também são muitas grandes. Isso facilitaria a construção de um volume de ferrovia em um curto espaço de tempo, já que eles estão construindo de uma forma muito acelerada", avalia.

Ferrovia transcontinental
Além do Trem de Alta Velocidade, a comitiva brasileira também conversa com os chineses sobre o projeto de construção da Ferrovia Transcontinental, ligando o Rio de Janeiro ao Peru, passando por Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre. Segundo o deputado Wellington Fagundes, a China também tem demonstrado interesse em participar da obra.

Os parlamentares e representantes do governo brasileiro chegaram à China na quarta-feira (13) e permanecem no país até a próxima quinta (21). Estão previstas visitas a fábricas e ferrovias chinesas e também ao Congresso Nacional Popular. Além de Wellington Fagundes e representantes do Executivo, participam da comitiva os deputados Jaime Martins (PR-MG), Mauro Lopes (PMDB-MG), Leonardo Quintão (PMDB-MG), Vanderlei Macris (PSDB-SP) e Mariinha Raupp (PMDB-RO) e o senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

Reportagem - Ana Raquel Macedo/Rádio Câmara
Edição - Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.