Meio ambiente e energia

Cancelado debate sobre riscos de privatização de praias brasileiras

PEC que suscitou o debate já foi aprovada pela Câmara e está em análise no Senado

18/06/2024 - 09:00  

GettyImages
orla marítima
Os imóveis construídos junto às praias, de modo geral, ocupam terrenos de marinha

Foi cancelado debate que a  Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados promoveria hoje sobre os riscos da privatização das praias brasileiras. O debate foi sugerido pela deputada Sâmia Bomfim (Psol-SP)

Sâmia afirma que uma proposta de emenda à Constituição (PEC), em análise no Senado, se aprovada, "permitirá que a União transfira, de forma plena, à exploração empresarial e imobiliária, os terrenos do entorno e dos acessos às praias".

A deputada refere-se à PEC 3/22, que transfere gratuitamente a estados e municípios os terrenos de marinha ocupados pelo serviço público desses governos e, mediante pagamento, aos ocupantes particulares. Na Câmara, a PEC tramitou com o número 39/11 e foi aprovada em 2022.

Sâmia critica a PEC. "Tal medida incentiva a grilagem, a ocupação desordenada e a privatização não apenas de zonas de praias, mas também de margens de rios, lagoas e ilhas. Para além disso, a PEC representa enorme impacto socioambiental negativo, haja vista que atinge áreas de preservação ambiental permanente", disse.

 

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.