Segurança

Projeto autoriza estados e municípios a usar sobras orçamentárias na segurança de escolas públicas

Proposta precisa ser analisada pela Câmara dos Deputados

05/02/2024 - 11:39  

Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Deputada Yandra Moura fala ao microfone
A autora da proposta, deputada Yandra Moura

O Projeto de Lei 2031/23 permite que estados e municípios apliquem em ações de segurança de escolas públicas recursos repassados pelo Ministério da Educação e não utilizado. O texto está sendo analisado pela Câmara dos Deputados.

Segundo a proposta, poderão ser reaplicados em ações de segurança apenas a parte dos recursos não comprometida com outras obrigações e que acabaria devolvida ao Tesouro Nacional.

Estados, Distrito Federal e municípios que realizarem a transferência dos recursos serão obrigados a comprovar sua execução no respectivo relatório anual de gestão.

O acompanhamento e o controle social da aplicação dos recursos serão feitos pelos conselhos de gestão do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Autora do projeto, a deputada Yandra Moura (União-SE) afirma que as regras dos processos públicos de compra e contratação acabam se transformando em um gargalo para a execução orçamentária e financeira de estados e municípios.

“O resultado dessa dinâmica é que os saldos acabam por ficar 'empoçados' nas contas dos entes federados, sem a respectiva aplicação na política pública referenciada", afirma Yandra. "E, em muitos casos, são devolvidos ao Tesouro Nacional por falta de utilização dentro de prazos e requisitos exigidos”, acrescenta.

Tramitação
A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta