Agropecuária

Debatedores apontam urgência para socorrer produtores do norte de Minas em seca sem precedentes

Após o debate, deputados elaboraram documento solicitando medidas emergenciais, como operações com carros pipa e liberação de crédito rural

20/12/2023 - 09:09  

Debatedores ouvidos pela Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (19) confirmaram que a região norte de Minas Gerais vive uma seca sem precedentes e que é urgente o socorro aos produtores. Dados do Instituto Nacional de Meteorologia mostram que, em 2023, choveu apenas um terço do registrado na região no ano anterior.

O representante da Emater Minas Tales Domingos Vieira falou da gravidade da situação. "Temos um ano muito atípico em Minas Gerais, especificamente no norte de Minas. Nunca tivemos uma seca, um evento tão dramático como o que a gente vive agora”, afirmou.

O subsecretário de Agricultura de Minas Gerais, Ricardo Demichelli, confirmou nunca ter visto situação semelhante. "Fui de carro cortando o estado. Deparamos com um cenário de gado comendo terra, magro, coro e o osso e sem saída”, relatou.

Na avaliação dele, não é um problema do produtor, que maneja bem sua convivência com a seca. "Mas chegar o fim o ano sem ter chovido, não tem reserva estratégica nem metodologia de convivência com a seca que suporte."

Após o debate, deputados elaboraram um documento com 14 medidas emergenciais para a região. Entre elas estão operações com carros pipa, ampliação de políticas sociais nos municípios atingidos e liberação de crédito rural.

O deputado Zé Silva (Solidariedade-MG), presidente da comissão e idealizador da audiência, disse que vai entregar o documento ao ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, e ao Ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira. "A nossa preocupação é que não seja uma audiência que não gere medidas concretas", concluiu.

Reportagem – Mariana Przytyk
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.