Acompanhe

Comissão de Educação Palestra - 18/09/2019

Íntegra da reunião

Palestra - 18/09/2019

Áudio

Trechos por orador

Inicio da apresentação do vídeo

Término da apresentação do vídeo

FIM DA SESSÃO

Detalhes

Tema:
Paulo Freire: contribuição social, política e pedagógica
Local:
Anexo II, Plenário 10
Início:
18/09/2019 às 08h00
Término:
18/09/2019 às 09h46
Situação:
Encerrada
Pauta:
Ciclo de Debates da Comissão de Educação em parceria com a Frente Parlamentar em Defesa da Escola Pública e em Respeito ao Profissional da Educação

REQ nº 65/19 - Dep. Professora Rosa Neide (PT-MT)

Convidados:

DIMAS BRASILEIRO VERAS
Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Pernambuco (PPGH-UFPE)

ERASTO FORTES MENDONÇA
Doutor em Educação pela Unicamp

DEPUTADA LUIZA ERUNDINA (PSOL-SP)
Deputada Federal e Ex-Prefeita de São Paulo

MEDIAÇÃO:
ROSILENE CORREA LIMA
Professora e Dirigente da CNTE

COORDENAÇÃO:
DEPUTADA PROFESSORA ROSA NEIDE (PT-MT)

Síntese da Palestra:
A palestra temática é uma referência e homenagem à contribuição do Patrono da Educação Nacional, educador e filósofo pernambucano Paulo Freire, oportunidade em que pretendemos enaltecer seu pensamento e suas contribuições à educação e à sociedade, tendo em conta a data de seu aniversário, dia 19 de setembro.
A LEI Nº 12.612, DE 13 DE ABRIL DE 2012, declarou, merecidamente e após amplo debate no Parlamento, o educador Paulo Freire Patrono da Educação Brasileira. A iniciativa do Projeto de Lei nº 5418/2005, que originou a lei, foi da Deputada Luiza Erundina, relatada na Comissão de Educação pelo Deputado Carlos Abicalil.
A reverência ao maior educador brasileiro, reconhecido nacional e internacionalmente, é um imperativo, dada a atualidade do seu pensamento Paulo Freire e da pedagogia crítica para o desenvolvimento da educação nacional e a construção de cidadãos críticos e livres em uma sociedade democrática. Freire dedicou sua vida à educação dos excluídos, uma educação eminentemente libertadora que busca a transformação da sociedade.
O Sistema Paulo Freire, a critica a uma educação bancária, a defesa de uma educação libertadora, a educação popular e a ação docente como prática de liberdade são legados fundamentais que o povo brasileiro precisa conhecer e reconhecer.

Minicurrículos:
Dep. LUIZA ERUNDINA - PSOL/SP
Assistente Social, mestre em Ciências Sociais, política nacionalmente respeitada, deputada federal com seis mandatos, foi a primeira prefeita de São Paulo e representando um partido de esquerda. Professora de Faculdades e Universidades, dirigente acadêmica, dirigente sindical, foi também Ministra de Estado. Como prefeita liderou um gabinete e uma gestão progressista que reuniu Paulo Freire na Educação, Marilena Chauí na Cultura, Paul Singer no Planejamento, Perseu Abramo na Comunicação, entre outras importantíssimas referências. Com Paulo Freire, priorizou a melhoria das condições das escolas e de acesso e permanência dos estudantes, valorizou os professores, a gestão democrática e a alfabetização de adultos.

Dr. DIMAS BRASILEIRO VERAS
Professor do IFPB. É Doutor (2018) pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Pernambuco (PPGH-UFPE), possuindo licenciatura em História pela UFPE(2007). Foi Diretor de Gestão das Atividades de Extensão do IFPB (2014 - 2016) e tem experiência na área de História, com ênfase em história do Brasil contemporâneo.
É componente da Cátedra Paulo Freire da Universidade Federal de Pernambuco, espaço de reconhecimento institucional, preservação da memória e do espaço de produção da Pedagogia Paulo Freire. A Cátedra é constituída por participantes que a cada semestre renovam sua vinculação, a partir de sua inscrição em: atividades de pesquisa; estudos coletivos; cursos de extensão; apresentação de projetos. A Cátedra projeta-se como um espaço dinâmico e dialógico de produção e socialização do conhecimento buscando tecer o pensamento freireano como memória e como atualidade

Dr. ERASTO FORTES MENDONÇA
É professor aposentado da Universidade de Brasília, tendo atuado como professor, pesquisador e orientador acadêmico dos cursos de Pedagogia, Licenciaturas, Mestrado e Doutorado em Educação, com ênfase na área de Políticas Públicas e Gestão da Educação. Tem experiência em gestão pública como Diretor da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília, como Secretário de Estado Adjunto de Educação do DF, como Coordenador de Educação em Direitos Humanos e Diretor de Promoção dos Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Foi professor de Educação Básica e diretor eleito de Diretoria Regional de Ensino da Secretaria de Educação do DF.
Com a Professora Ana Maria Araujo Freire, viúva do Educador organizou o Livro
"Direitos humanos e educação libertadora - Gestão democrática da educação pública na cidade de São Paulo"
Organização e Notas: Ana Maria Araújo Freire e Erasto Fortes Mendonça
Páginas: 352, Editora Paz e Terra