TV Câmara

Participação Popular

Estreia: 30/01/2014

Automedicação, cura arriscada

Uma dor de cabeça, um enjôo, uma tosse que não acaba nunca, e lá se vão xaropes, pílulas, comprimidos, gotas e drágeas goela abaixo. Quase toda casa brasileira tem uma "farmacinha" no armário do banheiro ou em uma caixa na cozinha, cheia de remédios diversos para pequenas emergências cotidianas. Mas a falta de conhecimento sobre o efeito desses remédios, ou das reações que acontecem entre eles, faz com que a automedicação seja a principal causa de intoxicações no país -- e 35% desses casos acontecem com crianças menores de 5 anos, segundo o Sistema Nacional de Informações Toxico-Farmacológicas (SINITOX).

A causa pode estar nas longas filas de espera por consultas em hospitais públicos e particulares, pode estar nas bulas dos remédios (difíceis de ler ou dificilmente lidas), pode estar na facilidade de aquisição dos medicamentos junto a farmácias, pode estar no valor cobrado por uma consulta, ou por falta de uma lei que regulamente a venda de medicamentos. O que você acha?

Participação Popular

O que o cidadão comum acha dos temas que o Congresso discute? Um programa de TV reúne, todas as semanas, populares, políticos e especialistas que dão uma visão particular sobre o que movimenta os debates parlamentares. É o Participação Popular, apresentado pelo jornalista Fabricio Rocha, onde erro médico, drogas, trânsito, questões trabalhistas, sexualidade, enfim, tudo pode ser discutido. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara.

Estreia: segunda, às 13h. Reprises: segunda, 22h; quarta, à 1h e às 21h30; sábado, às 16h; domingo, às 10h.

NOSSAS REDES