Rádio Câmara

Brasil em Debate

Parlamentares debatem proposta de mudança do índice de correção do FGTS

  • Parlamentares debatem proposta de mudança do índice de correção do FGTS (bloco 1)

  • Parlamentares debatem proposta de mudança do índice de correção do FGTS (bloco 2)

DEP Pompeo de Mattos e Afonso Florence
Pompeo de Mattos e Afonso Florence

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou uma mudança na correção dos depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que vai torná-la igual à da poupança até 2019.

Hoje, o FGTS é depositado por patrões e empregados para formar uma garantia para o trabalhador. É corrigido pela Taxa Referencial (TR), mais 3% ao ano.

Em 2016, será a TR mais 4%, em 2017, TR mais 4,75%, em 2018, TR mais 5,5% e em 2019, 6% mais a TR.

O fundo foi criado no Governo Militar para substituir a estabilidade no emprego e ao mesmo tempo criar uma poupança interna para financiar obras de infraestrutura e habitação.

A proposta não agradou o Governo Federal, que administra esse dinheiro por meio da Caixa Econômica Federal e terá de pagar esse rendimento maior. Mas ainda não se sabe se a mudança será aprovada nesses termos pelo Senado.

O programa Brasil em Debate discute os prós e contras dessa proposta com os deputados Pompeo de Mattos (PDT-RS) e Afonso Florence (PT-BA).

Apresentação - Vania Alves

Se é um assunto que o país discute, esteja certo que ele vai estar no centro das atenções do Brasil em Debate

MAIS CONTEÚDO SOBRE