Rádio Câmara

Memória do Rock

As canções de 1983 nos 8 anos de Memória do Rock

As canções de 1983 nos 8 anos de Memória do Rock

15/06/2024 - 18h00

  • Memória do Rock - Edição 413 - As canções de 1983 (Versão em bloco único)

  • Memória do Rock - Edição 413 - As canções de 1983 (Bloco 1)

  • Memória do Rock - Edição 413 - As canções de 1983 (Bloco 2)

  • Memória do Rock - Edição 413 - As canções de 1983 (Bloco 3)

  • Memória do Rock - Edição 413 - As canções de 1983 (Bloco 4)

Em 1983, o rock teve a concorrência ostensiva da música pop nas paradas, mas ainda assim produziu algumas obras primas. Na sequência da série que marca os 8 anos de Memória do Rock, vamos ouvir algumas delas: Owner of a lonely heart, com Yes (foto); Mama, com Genesis; Rock and roll is king, com Electric Light Orchestra; Modern love, com David Bowie; Total eclipse of the heart, com Bonnie Tyler; Say say say, com Paul McCartney e o rei do pop Michael Jackson; Uptown girl, com Billy Joel; Jokerman, com Bob Dylan; Street of dreams, com Rainbow; Lick it up, com Kiss; Legal tender, com B-52’s; Sunday bloody sunday, com U2; e Every breath you take, com Police.

 

Electric Light Orchestra - Rock and roll is king (Jeff Lynne)

David Bowie - Modern love (David Bowie)

Bonnie Tyler - Total eclipse of the heart (Jim Steinman)

 

Paul McCartney and Michael Jackson - Say say say (Paul McCartney, Michael Jackson)

Billy Joel - Uptown girl (Billy Joel)

Bob Dylan - Jokerman (Bob Dylan)

 

Rainbow - Street of dreams (Ritchie Blackmore, Joe Lynn Turner)

Kiss - Lick it up (Paul Stanley, Vinnie Vincent)

Genesis - Mama (Tony Banks, Phil Collins, Mike Rutherford)

Yes - Owner of a lonely heart (Trevor Rabin, Jon Anderson, Chris Squire, Trevor Horn)

 

B-52’s - Legal tender (Robert Waldrop)

U2 - Sunday bloody sunday (Bono, The Edge, Adam Clayton, Larry Mullen Jr.)

Police - Every breath you take (Sting)

 

Pesquisa, texto e apresentação - Marcio Achilles Sardi

Trabalhos técnicos - Marinho Magalhães

Memória do Rock apresenta grandes nomes do rock internacional e também artistas desconhecidos ou esquecidos do público brasileiro.

Sábado, às 18h, e sexta, à 0h